Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Comissão Própria de Avaliação

Apresentação

Publicado em Terça, 11 de Outubro de 2016, 08h47 | por cpa-cain | Voltar à página anterior

O que é a CPA?

A Comissão Própria de Avaliação é uma comissão constituída para conduzir os processos de avaliação internos da instituição, sistematizar e prestar informações ao INEP. Ela é respaldada pela Lei 10.861/2004 e regulamentada pela Portaria Ministerial n° 2.051/2004. Sua composição inclui os segmentos: Docente, Discente, Técnico-administrativos em educação e Sociedade civil. A CPA institucional conta com o apoio do Núcleo de Autoavaliação, existente em cada campus do IF Farroupilha e, em parceria, CPA e Núcleos planejam e executam os processos de Autoavaliação institucional.

O que fazem a CPA e os Núcleos de Autoavaliação?

CPA e Núcleos de Autoavaliação elaboram o planejamento do Processo de Autoavaliação da Instituição; coordenam e articulam os processos de avaliação interna; sistematizam e prestam informações solicitadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP); elaboram e analisam relatórios e pareceres das avaliações e encaminham às instâncias competentes; desenvolvem estudos e análises visando ao fornecimento de subsídios para a fixação, aperfeiçoamento e modificação da política de avaliação institucional; acompanham os processos de avaliação externa da Instituição e o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – ENADE; fomentam a produção e a socialização do conhecimento na área de avaliação institucional; disseminam, permanentemente, informações sobre avaliação; acompanham o Plano de Desenvolvimento Institucional e apresentam sugestões, subsidiando o planejamento do IF Farroupilha; articulam-se com as Comissões Próprias de Avaliação de outras instituições e com a Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior.

Quem faz parte?

Fazem parte da CPA: alunos, servidores técnico-administrativos e docentes da instituição (eleitos a cada dois processos de autoavaliação) e integrantes da sociedade civil. Estes últimos são representantes de órgãos municipais, estaduais, cooperativas, sindicatos, entre outros da comunidade de cada campus, que são convidados a integrar a comissão e, assim, contribuir com o desenvolvimento da cidade e da região.

Fim do conteúdo da página