Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Professora promove estratégia diferenciada para o ensino de Inglês
Início do conteúdo da página
Notícias Santo Augusto

Professora promove estratégia diferenciada para o ensino de Inglês

Publicado em Quarta, 11 de Julho de 2018, 16h37 | por Ascom Santo Augusto | Voltar à página anterior

A professora de Inglês do IFFar – Campus Santo Augusto, Miquela Piaia desenvolveu com os estudantes dos 1ºs anos dos cursos técnicos integrados ao ensino médio em Administração, Agropecuária e Informática durante o mês de junho, como estratégia de leitura em Língua Inglesa, o reconhecimento dos gêneros textuais, sendo proposto dentro desse conteúdo, a criação de produtos inovadores, que pudessem trazer benefícios para a sociedade.

Após a criação do produto, a professora pediu que fossem criados cartazes em Inglês para apresentar os mesmos, e que fosse elaborado um protótipo para ser exposto. Para completar a atividade os grupos também desenvolveram uma propaganda “virtual” com até 1 minuto de duração.

Segundo a professora Miquela, ao pensar em como incentivar a leitura e a produção textual no contexto escolar de forma motivadora, relevante e capaz de engajar os estudantes e torná-los protagonistas de seus processos de aprendizagem, surgiu a ideia de realizar esse trabalho que permitiu a produção, criação, colaboração e compartilhamento de ideias e saberes, através de práticas de multiletramento (os textos atuais, compostos de multimodalidades, repletos de variadas linguagens, imagens, diagramação, precisam dos multiletramentos para serem compreendidos e produzidos). “A proposta foi bem aceita pelos estudantes, que trabalharam com muita seriedade e comprometimento. Foi extremamente gratificante acompanhar a interação dos grupos, sempre muito colaborativos, críticos e empenhados”, destaca a professora.

Os 25 trabalhos foram expostos na semana passada no corredor entre os laboratórios de informática e alimentos e foi realizada uma competição para escolher o produto mais criativo. Na pesquisa interativa que ficou disponível durante sete dias, houve 172 participações.

O produto que recebeu as melhores notas foi o  “Antipreconceitual”, vacina que cura qualquer tipo de preconceito, criada pelos alunos Henrique Dellalibera, Livia Eduarda Feller, Julia Eduarda Savian e Samara Taís da Rocha Bueno, do 1º ano do curso técnico em Agropecuária. Para a professora Miquela esse resultado traz uma reflexão importante: “talvez essa seja uma das coisas que a nossa sociedade atual mais precisa, é curar-se de seus preconceitos”.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página