Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Palestras e apresentações culturais marcam sequência de homenagens à mulher no Campus Santo Augusto
Início do conteúdo da página
Notícias Santo Augusto

Palestras e apresentações culturais marcam sequência de homenagens à mulher no Campus Santo Augusto

Publicado em Terça, 14 de Março de 2017, 16h13 | por Ascom Santo Augusto | Voltar à página anterior
Dando continuidade à programação alusiva ao Dia da Mulher, comemorado em 8 de março, o IFFar Campus Santo Augusto realizou, na noite desta segunda-feira, dia 13, no auditório da instituição, novas palestras e apresentações culturais.
Na oportunidade, alunos dos cursos de Licenciatura em Computação, Licenciatura em Ciências Biológicas, e Técnico em Agroindústria (Proeja), prestigiaram a apresentação da Banda IF Musical, que tocou, entre outras canções, “Triste, louca e má”, da Banda brasileira “Francisco, El Hombre”, e “Anunciação”, do cantor e compositor Zé Ramalho; e um número de teatro musical, composto por várias alunas do Projeto de Ensino “A situação das mulheres na contemporaneidade: reflexões e análise entre docentes e discentes do IF Farroupilha”.
O público acompanhou atento a explanação do Professor Dirceu Dirk - que fez uma contextualização histórica do Dia Internacional da Mulher; e o relato da Professora de Língua Portuguesa do campus, Stéphane Dias, que compartilhou um pouco de sua experiência de ter morado nos Estados Unidos e Alemanha, países com culturas diferentes em relação ao papel da mulher na sociedade. Ela destacou, por exemplo, que nos EUA, onde residiu entre 2014 e 2015, não há uma política de Estado de licença maternidade remunerada. Já na Alemanha, onde morou durante 2016, há não somente política de licença maternidade, como também de licença paternidade. Salientou que as divisões de tarefas de cuidados dos filhos entre o casal, e a existência de locais apropriados para receber carrinhos de bebês no transporte público. E relatou ainda que, em Munique, é comum ver homens levando os bebês no colo enquanto leem, e também ver os pais correndo no parque enquanto levam os filhos no carrinho.
Os vários manifestos, ocorridos desde o início do século passado, os protestos em diversas partes do mundo, alguns com desfechos trágicos, e a luta das mulheres no decorrer desse período e nos dias atuais, foram lembrados durante todas as atividades realizadas no campus, em homenagem ao Dia da Mulher, e estiveram presentes também na fala do Professor Dirceu Dirk.
Além dos alunos das Licenciaturas e do Proeja, vários docentes prestigiaram as explanações, até mesmo para terem mais argumentos em futuras abordagens sobre o assunto. As atividades foram coordenadas pela Professora Cláudia Alves dos Santos, juntamente com as alunas que compõem o grupo do Projeto de Ensino que norteou toda a programação do Dia da Mulher no campus. São elas: Allana Trevisan, Letícia Strossi, Martieli Santos, Maria Eduarda Sperotto, Sinara Peixoto, Lucia Vargas, Geovana Rossoni e Victória Munhlen. Segundo a Professora Cláudia, “é de suma importância o trabalho das alunas para o funcionamento do grupo, que só existe porque elas estão sempre envolvidas estudando, refletindo e propondo novas formas de pensar o papel das mulheres na sociedade”.
A programação do IFFar Campus Santo Augusto, neste mês dedicado à mulher, reserva ainda a exibição do filme “Que horas ela volta”, dentro do Projeto Cinema no Campus, coordenado pela Professora Teoura Benetti. A data e horário de exibição devem ser divulgados nos próximos dias.
 

 
registrado em:
Fim do conteúdo da página