Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Professoras do IFFar - Campus Santo Augusto participam da 16º Jornada Nacional de Literatura
Início do conteúdo da página
Notícias Santo Augusto

Professoras do IFFar - Campus Santo Augusto participam da 16º Jornada Nacional de Literatura

Publicado em Quarta, 11 de Outubro de 2017, 15h52 | por Ascom Santo Augusto | Voltar à página anterior

As professoras do IFFar- Campus Santo Augusto, Miquela Piaia e Soní Pacheco de Moura, estiveram participando, de 02 a 06 de outubro, da 16º Jornada Nacional de Literatura e Seminário Internacional de Pesquisa em Leitura, Literatura e Linguagens: Novas Topografias Textuais, na Universidade de Passo Fundo - UPF.

Mique e Soní

A professora Miquela coordenou a sessão de comunicação com a temática: “Literatura, leitura e ensino”, apresentando o trabalho, “Ressignificando as práticas de leitura e escrita na escola por meio da produção de textos literários infantis”. Esse trabalho descreveu as ações pedagógicas interdisciplinares, envolvendo os professores de Língua Inglesa, Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, Arte e Geografia do IFFar- Campus Santo Augusto.

Segundo Miquela, o objetivo da proposta é promover o protagonismo e a autoria discente, sensibilizando os alunos da escola para a leitura e escrita, como atividades significativas e prazerosas, culminando na produção de histórias infantis, com vocabulário bilíngue, ilustradas pelos próprios alunos, com enredos que se passam em diversos lugares do mundo. Espera-se tornar as práticas de leitura e escrita mais prazerosas e significativas para os estudantes envolvidos no projeto. Essas atividades estão sendo desenvolvidas pelos alunos dos primeiros anos dos cursos técnicos em Informática a Alimentos do campus.

A professora Soní apresentou dois trabalhos: “A hora dos ruminantes: autoritarismo e identidade na literatura” e “A tessitura do discurso que define os contornos do indivíduo”, ambos na sessão cuja temática versou sobre “Leitura e Literatura: Memória, Cultura e Identidade”. As reflexões da primeira comunicação são resultantes das reflexões promovidas no Curso de Doutorado em Letras, do qual a professora é aluna na Universidade Federal de Santa Maria. O eixo norteador da fala foi o papel da Literatura em contextos de autoritarismo e repressão, bem como a importância da memória no processo de revisão histórica, pelo viés da ficção.

As professoras tiveram a oportunidade de ouvir grandes escritores, falando sobre temáticas históricas e contemporâneas, todas com o objetivo principal de “formar leitores multimidiais, emancipados e críticos. ”Debates sobre literatura e imagem; sobre as obras de Clarice Lispector, Ariano Suassuna, Carlos Drummond de Andrade e Moacyr Scliar (autores homenageados); discussão sobre gênero e o papel da mulher na literatura e na sociedade na mesa redonda “Por elas: a arte canta a igualdade”, lindamente conduzidas pelas escritoras Marina Colasanti e Conceição Evaristo; e Mostro e Medos Colecionáveis, tema debatido por Mario Corso e Julián Fucks.

registrado em:
Fim do conteúdo da página