Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Campus Júlio de Castilhos promove Campanha de Registro de Doadores Voluntários de Medula Óssea
Início do conteúdo da página
Notícias Júlio de Castilhos

Campus Júlio de Castilhos promove Campanha de Registro de Doadores Voluntários de Medula Óssea

Publicado em Terça, 05 de Junho de 2018, 16h53 | por Gabinete JC | Voltar à página anterior
No dia 19 de junho, das 08h às 16h, no Anfiteatro do IFFar Campus Júlio de Castilhos a Coordenação de Assistência promove a Campanha de Registro de Doadores Voluntários de Medula Óssea. Essa campanha está sendo organizada em parceria  com Secretaria Municipal de Saúde de Júlio de Castilhos, Hospital Bernardina Salles de Barros, Hemocentro de Santa Maria.
 
A Medula Óssea é um tecido líquido-gelatinoso que ocupa o interior dos ossos, sendo conhecido popularmente por “tutano”. Na medula óssea são produzidos os componentes do sangue: as hemácias (glóbulos vermelhos), os leucócitos (glóbulos brancos) e as plaquetas. Pelas hemácias, o oxigênio é transportado dos pulmões para as células de todo nosso organismo e o gás carbônico é levado destas para os pulmões, a fim de ser expirado. Os leucócitos são os agentes mais importantes do sistema de defesa do nosso organismo, nos defendem das infecções. As plaquetas compõem o sistema de coagulação do sangue.

O Transplante de Médula Óssea é necessário  em doenças do sangue como a anemia aplástica grave, outras anemias adquiridas ou congênitas, e na maioria dos tipos de leucemias, como a mieloide aguda, mieloide crônica e a linfóide aguda. O transplante pode ser indicado para tratamento de um conjunto de cerca de 80 doenças, incluindo casos de mieloma múltiplo, linfomas e doenças autoimunes.

Para ser doador de medula óssea, é necessário:

1. Ter entre 18 e 55 anos;
2. Estar em bom estado geral de saúde;
3. Não ter doença infecciosa ou incapacitante (HIV, Hepatite B e C, câncer, algumas doenças autoimunes, entre outras);
4. Algumas complicações de saúde não são impeditivas, mas serão analisadas caso a caso.
 
Nesse dia de Campanha, o voluntário à doação irá assinar um termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE), e preencher uma ficha com informações pessoais. Será retirada uma pequena quantidade de sangue (10ml) do candidato a doador. É necessário apresentar o documento de identidade.

Posteriormente, quando houver um paciente com possível compatibilidade, o voluntário será consultado para decidir quanto à doação. Por este motivo, é necessário manter os dados sempre atualizados junto ao Hemocentro. 

 

Anexos:

Fim do conteúdo da página