Ir direto para menu de acessibilidade.

Tradução Portal

ptendeites

Opções de acessibilidade

Página inicial > IFFar divulga série de vídeos alusivos ao Dia da Consciência Negra nas redes sociais
Início do conteúdo da página
Notícias IF Farroupilha

IFFar divulga série de vídeos alusivos ao Dia da Consciência Negra nas redes sociais

Publicado em Sexta, 20 de Novembro de 2020, 10h53 | por Assessoria de Comunicação | Voltar à página anterior

Hoje, 20 de novembro, é oficialmente o Dia da Consciência Negra no Brasil. Em alusão à data, o IFFar está divulgando uma série de vídeos gravados por estudantes e servidores nas redes sociais durante este mês, a fim de contribuir com o debate e a reflexão sobre essa temática. 

 Consciência Negra notícia

 
Os Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABIs) do IFFar atuam durante todo o ano, debatendo as relações étnico-raciais por meio de cursos, oficinas, eventos e projetos de ensino, pesquisa e extensão. Os NEABIs integram o eixo de atuação das Coordenações de Ações Inclusivas, presentes em todas as unidades do IFFar. Neste ano, os representantes dos núcleos organizaram uma atividade virtual conjunta. Servidores e estudantes foram convidados a gravar um vídeo contando sobre sua experiência de se reconhecer como negro/negra, trazendo depoimentos sobre a importância das cotas raciais ou compartilhando expressões culturais afrobrasileiras, como poesia, dança e música. Os vídeos estão sendo compartilhados nas redes sociais do IFFar. 
 
Além do trabalho dos NEABIs, o IFFar criou e ampliou políticas institucionais de acesso, permanência e êxito ao longo de sua existência. Como exemplos, é possível citar a Política de Ações Afirmativas de Inclusão Socioeconômica, Étnico-Racial e para Pessoas com Deficiência para os Cursos Técnicos de Nível Médio e de Graduação, presenciais e a distância, a Política de Diversidade e Inclusão e o Programa Permanência e Êxito.
 
Nos cursos técnicos de nível médio e nos cursos superiores de graduação, o IFFar possui reserva de vagas desde 2010. Portanto, é uma das instituições pioneiras da Rede Federal a implementar as cotas, antes mesmo da obrigatoriedade do cumprimento integral da lei de 2012, a qual passa a valer somente no ano de 2016.
 
A versão atual da Política de Ações Afirmativas do IFFar, que data de 2019, estabelece que 60% das vagas dos cursos técnicos e superiores de graduação devem ser reservadas para estudantes oriundos de escolas públicas e, dentre essas, há cotas para estudantes de baixa renda, pretos e pardos, indígenas e pessoas com deficiência (PcD). Assim, o IFFar reserva, no total, 65% das vagas em seus cursos técnicos e superiores de graduação, indo além dos 50% obrigatórios por lei. Há também uma cota institucional especial para pessoas com deficiência sem vínculo com escolas públicas, que corresponde a 5% das vagas.
 
Já a reserva de vagas na pós-graduação do IFFar iniciou no ano de 2019. Desde então, nos processos seletivos para ingresso nas especializações e nos mestrados ofertados pelo Instituto, uma vaga é reservada para candidatos pretos e pardos, uma para candidatos indígenas e outra para pessoas com deficiência.
 
Desde 2020, o IFFar realiza o monitoramento no uso das cotas por meio do procedimento de heteroidentificação étnico-racial  nos casos de denúncia de suspeita de fraude em autodeclarações. 
 
De acordo com dados de 2020, o IFFar possui 757 estudantes autodeclarados negros nos 11 campi da instituição. 
 
 
Fonte: CAI/Reitoria
 
 
 
registrado em:
Fim do conteúdo da página