Ir direto para menu de acessibilidade.

Tradução Portal

ptendeites

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > Aluna do IFFar elabora manual sobre Assédio Moral e Síndrome de Burnout
Início do conteúdo da página
Notícias IF Farroupilha

Aluna do IFFar elabora manual sobre Assédio Moral e Síndrome de Burnout

Publicado em Terça, 31 de Agosto de 2021, 17h47 | por Assessoria de Comunicação | Voltar à página anterior

A aluna do IFFar, Sabrina Guimarães de Vargas, elaborou, como produto de sua dissertação de mestrado, um manual com orientações sobre Assédio Moral e Síndrome de Burnout.  O objetivo é orientar os servidores públicos da instituição sobre o que caracteriza o Assédio Moral e a Síndrome de Burnout, bem como informar quais são os canais de denúncia e os trâmites institucionais para essas ocorrências. 

Anexos:

238776906 285299016261290 6092692938691353662 n

Sabrina é Tecnóloga e Licenciada em Gestão Pública pelo IFFar - Campus São Vicente do Sul. É mestre em Gestão de Organizações Públicas pela UFSM. Atualmente, cursa o último semestre do curso de Bacharelado em Administração no IFFar - Campus São Vicente do Sul, onde é bolsista e voluntária em projetos de pesquisa e extensão.

O Manual de Orientações sobre Assédio Moral e Síndrome de Burnout é resultado de sua dissertação de mestrado, defendida em 2021, sob a orientação da prof. Dra. Luciana Flores Battistella.

O objetivo da pesquisa é descrever como se configura a relação entre Assédio Moral e Síndrome de Burnout para os servidores do IFFar, propondo instrumentos efetivos para melhorar a gestão dos aspectos identificados.

Como metodologia, foi realizada uma pesquisa quantitativa com 429 servidores do IFFar a partir das Escalas Laboral de Assédio Moral (ELAM) e Maslach Burnout Invetory- General Survey (MBI-GS), associados a dados de perfil. Também foi feito um levantamento qualitativo a partir de entrevistas com os gestores da Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional e da Direção de Gestão de Pessoas para verificar os trâmites institucionais existentes para o atendimento das situações de Assédio Moral e as políticas para prevenção da Síndrome de Burnout.

Sabrina escolheu este tema de pesquisa pelo fato de ser aluna do IFFar e ter trabalhado por quatro semestres como professora substituta. “Senti a necessidade de contribuir com a instituição, verificando a falta de políticas voltadas para a qualidade de vida do servidor e presenciando, por vezes, o adoecimento de colegas por esgotamento. Além disso, os Institutos Federais, em 2019, passaram por fatores de ordem orçamentária e estrutural que influenciaram na interação entre os indivíduos. Devido a esse cenário, houve incertezas no dia a dia desses trabalhadores, que são extremamente importantes para o ensino, a pesquisa e a extensão, já que são os principais atores na execução dessa política pública”.

“Já, em 2020, o país é afetado por uma crise na saúde pública com a pandemia de coronavírus, ocasionando mudanças na forma de trabalho, que fizeram com que o servidor público passasse a desenvolver suas atividades de forma remota. Por isso, é fundamental gerenciar as condições de trabalho para que não ocasione o Assédio Moral e a Síndrome de Burnout, trazendo prejuízos ao indivíduo, à sociedade e à organização”, complementa Sabrina.

A pesquisadora afirma que, ao diagnosticar o nível de Assédio Moral nos servidores do IFFar, identifica-se uma média baixa para a sua ocorrência. Na análise geral do Burnout, a média apresentada representa um índice moderado na instituição. Para investigar as relações entre as dimensões do Assédio Moral e da Síndrome de Burnout, foi utilizado o teste de correlação de Pearson, no qual se compreende que as escalas utilizadas para a pesquisa se correlacionam fortemente e positivamente. “Na medida em que o Assédio Moral aumenta, há chances de se desenvolver a Síndrome de Burnout”, explica.

Segundo Sabrina, “é necessário gerir instituições públicas de ensino a partir de práticas de gestão que prezem por ações voltadas à promoção da saúde do servidor e à prevenção de violências no ambiente de trabalho, zelando pelo bem-estar físico e mental”. O estudo mostrou a relevância e a necessidade de se criar políticas de prevenção ao Assédio Moral, sendo necessário aprimorar também as práticas que previnam a Síndrome de Burnout.

 O manual é organizado a partir de uma apresentação geral, seguido de considerações sobre o Instituto Federal Farroupilha, sua história, estrutura organizacional, missão, visão e valores. Sobre o Assédio Moral, o manual aborda: o que é Assédio Moral, suas formas, a diferença de conflitos normais e Assédio Moral, exemplos, consequências, o que fazer em casos de Assédio Moral, canais de denúncia no IFFar, formas de prevenção e tratamento das denúncias. Em relação ao Burnout, o manual apresenta considerações de autores sobre o que é a Síndrome, suas causas, sintomas e formas de prevenção. Na última seção do manual, estão as considerações finais. 

O Manual de Orientações sobre Assédio Moral e Síndrome de Burnout e a dissertação de mestrado de Sabrina Guimarães de Vargas estão disponíveis em anexo.

registrado em:
Fim do conteúdo da página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
Alameda Santiago do Chile, 195 - Nossa Sra. das Dores - CEP 97050-685 - Santa Maria - Rio Grande do Sul. Telefone: (55) 3218-9800