Ir direto para menu de acessibilidade.

Tradução Portal

ptendeites

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > Monitoramento de dados da Covid-19 em Júlio de Castilhos é tema de projeto do IFFar
Início do conteúdo da página
Notícias IF Farroupilha

Monitoramento de dados da Covid-19 em Júlio de Castilhos é tema de projeto do IFFar

Publicado em Sexta, 05 de Fevereiro de 2021, 10h21 | por Assessoria de Comunicação | Voltar à página anterior

O projeto de extensão "Monitoramento dos dados da Covid-19 no município de Júlio de Castilhos", desenvolvido pelo IFFar em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e a Prefeitura Municipal de Júlio de Castilhos, busca fornecer informações práticas e precisas à comunidade sobre a situação da pandemia de Covid-19 na cidade.

 imagem

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde - Júlio de Castilhos - 2021

O objetivo do projeto é informar a comunidade sobre os números da pandemia de Covid-19 por meio do monitoramento e evolução dos dados de Júlio de Castilhos. O projeto visa criar um fluxo de dados que facilite a interpretação dessas informações a fim de que a comunidade seja sensibilizada para a continuidade das medidas preventivas e que também possa contribuir para o planejamento de políticas de saúde pública.

O projeto é coordenado pela médica do IFFar - Campus Júlio de Castilhos, Viviane Martins Schmitz, e conta com a colaboração das docentes Luciani Missio e Tanisia de Carli Foletto, da enfermeira Katiele Hundertmarck, do cirurgião-dentista Marcelo Totti e de dois membros externos vinculados à Secretaria Municipal de Saúde de Júlio de Castilhos, a operadora de sistemas Simone Zago e o médico José Antônio Razia.

Para a professora Luciani, como o projeto surgiu para atender uma demanda decorrente da pandemia, ele ganha um caráter de relevância social por responder à necessidade de informações confiáveis. “O projeto permite uma visualização rápida e precisa do quadro atual da pandemia na cidade, podendo servir de balizador para tomada de decisão por parte dos gestores municipais e, ao mesmo tempo, como explicação à comunidade da razão de determinadas medidas preventivas adotadas”, explica a professora.

O projeto iniciou em dezembro de 2020 e tem a previsão de continuar durante o ano de 2021, enquanto durar a pandemia e as informações forem úteis à população de Júlio de Castilhos.

A metodologia utilizada envolve o levantamento de dados junto à Secretaria de Saúde de Júlio de Castilhos, os quais são tabulados, analisados e interpretados por meio de métodos estatísticos (gráficos, fluxogramas e diagramas) através de softwares.  Os relatórios epidemiológicos são publicados em informativos no site e nas redes sociais institucionais, assim como em meios de comunicação locais.

Os relatórios epidemiológicos publicados até o momento compilam as informações de modo a fornecer à comunidade uma ferramenta prática e precisa para consulta de dados sobre a pandemia de Covid-19. Além do auxílio à gestão municipal de saúde, a metodologia utilizada permite auxiliar no trabalho desenvolvido pelos profissionais da saúde, oferecendo apoio para evidenciar aspectos da pandemia de Covid-19 na cidade, o que pode impulsionar as ações de educação e promoção da saúde, assim como as ações preventivas.

olá

Assim, a iniciativa permite analisar se as medidas comunitárias de prevenção de contágio adotadas na cidade estão sendo efetivas e quais estratégias podem/devem ser repensadas e/ou reforçadas para o enfrentamento da pandemia de Covid-19. Segundo os integrantes do projeto, as informações geradas auxiliam o Sistema Único de Saúde em suas três dimensões: gestão, atenção e controle social. 

Todas as atividades previstas são contínuas e realizadas diariamente, com publicações quinzenais. Até o momento, foram publicados três relatórios epidemiológicos com as informações elaboradas a partir da análise dos dados em casos confirmados de Covid-19 desde agosto de 2020, casos confirmados mensais, casos confirmados por faixas etárias e sexo, percentuais de casos confirmados por região da cidade e óbitos por faixas etárias e sexo.

Segundo a professora Luciani Missio, os resultados alcançados até o momento são a ampla divulgação dos relatórios epidemiológicos que proporcionam a visualização dos casos confirmados de Covid-19 em Júlio de Castilhos por outros aspectos, como faixa etária, regiões e sexo, o que possibilita verificar que os casos confirmados da doença na cidade estão aumentando.

Em dezembro de 2020, houve um aumento significativo de casos, sendo o maior desde o início da pandemia, o que gerou, por consequência, um aumento nos atendimentos de saúde nas unidades de saúde e no hospital. Essas informações estão de acordo com os dados crescentes observados no estado e no país. Por esse motivo, os integrantes do projeto salientam que as medidas preventivas adotadas devem ser reforçadas para a mitigação da Covid-19 em Júlio de Castilhos.

Outro resultado obtido é o acompanhamento e a divulgação das doses das vacinas contra a Covid-19 recebidas e aplicadas, assim como o monitoramento e a publicação do percentual de vacinados na cidade. Até o momento, foram recebidas 310 doses e aplicadas 308, das quais 280 em profissionais da saúde e 28 em idosos, o que representa 1,6% da população de Júlio de Castilhos.

“Esperamos, ao final do projeto, ter uma base de dados que permita gerar diversas informações acerca da pandemia de Covid-19 em Júlio de Castilhos a fim de produzir conteúdos que auxiliem no planejamento de ações preventivas e educativas em saúde e de gestão das políticas públicas de saúde”, afirma Luciani.

registrado em:
Fim do conteúdo da página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
Alameda Santiago do Chile, 195 - Nossa Sra. das Dores - CEP 97050-685 - Santa Maria - Rio Grande do Sul. Telefone: (55) 3218-9800