Ir direto para menu de acessibilidade.

Tradução Portal

ptendeites

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > IFFar completa um ano de atividades remotas
Início do conteúdo da página
Notícias IF Farroupilha

IFFar completa um ano de atividades remotas

Publicado em Quinta, 01 de Abril de 2021, 16h24 | por Assessoria de Comunicação | Voltar à página anterior

No dia 16 de março de 2020, o Instituto Federal Farroupilha decidiu suspender as atividades presenciais em razão do aumento da incidência da Covid-19 no Brasil. Inicialmente previsto para durar três semanas, o período de realização de atividades acadêmicas exclusivamente de forma remota já dura mais de um ano. Relembre ações realizadas pelo IFFar durante este período.

1 ANO REMOTO noticia

No dia 16 de março de 2021, o IFFar completou um ano de atividades acadêmicas e administrativas não presenciais. Desde o início deste período, nenhuma atividade administrativa foi paralisada. As aulas foram suspensas por um breve período em 2020 por razões legais - a legislação, modificada posteriormente, delimitava um percentual máximo de atividades remotas a serem realizadas em cursos presenciais.

De acordo com a reitora, professora Nídia Heringer, a migração para o trabalho e ensino remotos em virtude da pandemia ocorreu com o objetivo de preservar vidas.

“Há um ano, mantemos esse mesmo movimento - sim, ficar em casa, realizar nossas atividades profissionais e estudantis em trabalho remoto é movimento, é ação que preserva vidas”, disse em vídeo gravado em razão da conclusão de um ano de atividades institucionais não presenciais.

Quando o IFFar decidiu suspender as atividades presenciais em todas as suas unidades, no dia 16 de março de 2020, o Brasil contava 234 casos confirmados da doença causada pelo novo Coronavírus. Na época, foi emitido um comunicado informando a decisão “baseada nos últimos dados relacionados à pandemia de Covid-19 e os possíveis impactos na comunidade acadêmica”.

O comunicado já trazia a determinação de que todas as atividades acadêmicas e administrativas seriam mantidas, de forma remota. O texto também indicava algumas das principais formas de prevenção contra o novo vírus: evitar aglomerações e atenção com a higiene, incluindo uso de álcool em gel 70%.

Naquela mesma data, entre outras medidas, o IFFar formou o Comitê Institucional de Emergência (CIE), através da Portaria nº 0314/2020. Constituído pela reitora, pró-reitores, diretores de campus, servidores da área da saúde e representantes dos alunos, o CIE se reúne desde então, semanalmente ou quinzenalmente, discutindo a situação do novo Coronavírus nas cidades onde o IFFar atua e propondo ações administrativas de enfrentamento à pandemia.

Uma semana depois da decisão, no dia 24 de março de 2020, já eram 2.201 casos da doença confirmados no Brasil e 47 o número de mortos. No Rio Grande do Sul, eram 98 o número de casos confirmados. Começava a ficar claro o teor emergencial da pandemia e que a situação não se resolveria num período de curto prazo.

Naquele dia, o IFFar tornou indeterminado o prazo de suspensão das atividades acadêmicas presenciais. A decisão foi tomada considerando que as previsões epidemiológicas do Ministério da Saúde indicavam a necessidade do isolamento social por um período prolongado e indefinido.

printlive1ano

Uma das lives promovidas pelo IFFar durante o período de atividades remotas sobre saúde com o professor Giancarlo Bruno

Ações institucionais permitiram continuidade das atividades acadêmicas

As atividades acadêmicas do IFFar continuaram a ser realizadas de forma remota até atingirem o percentual máximo permitido pela lei, no dia 14 de maio. Não houve, contudo, interrupção nas atividades administrativas, que continuaram a ocorrer de forma não presencial. Neste período, também foram realizados eventos para alunos e servidores através de lives nas redes sociais.

Em junho, o Ministério da Educação passou a permitir, em caráter emergencial, a substituição de disciplinas presenciais por atividades letivas que utilizem tecnologias digitais. Assim, no dia 3 de agosto de 2020, as atividades acadêmicas foram retomadas, e continuam a ocorrer até a data de hoje.

Desde o mês de março de 2020, o IFFar realizou uma série de ações que possibilitaram a continuidade do calendário acadêmico. Foi publicada uma série de orientações para a realização das atividades de ensino, pesquisa e extensão de forma remota. Uma área no Portal Institucional trazia orientações para o uso do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas do IFFar (SIGAA), principal ferramenta utilizada por professores e estudantes para realização e registro das aulas.

No portal da instituição, foi criada uma área permitindo que a comunidade se mantivesse informada sobre ações referentes ao enfrentamento do novo Coronavírus. Também nessa área, encontram-se importantes documentos, como as diretrizes pedagógicas para o ensino remoto no IFFar e a instrução normativa que regula o trabalho remoto dos servidores da instituição. Além da disponibilização de normas e regulamentos, o IFFar também promoveu a formação de servidores e alunos através do programa IFFar formação: conectando saberes e práticas.

Com o intuito de possibilitar que alunos e alunas continuassem seus estudos, o IFFar criou os auxílios emergencial, eventual e de inclusão digital, totalizando o pagamento de 3.354 auxílios que beneficiaram 2730 estudantes. Além disso, foi realizado empréstimo de equipamentos de informática para que estudantes em situação socioeconômica mais vulnerável pudessem acompanhar as atividades de casa. Aqueles que residem em locais sem acesso à internet receberam materiais impressos.

Iniciativas buscaram minimizar os impactos da pandemia na comunidade acadêmica

saúde mental notícia 720x385 equal

O atendimento psicológico a distância gratuito para a comunidade acadêmica foi uma das iniciativas do IFFar em apoio às atividades não presenciais

O IFFar também desenvolveu atividades visando ao bem estar da comunidade acadêmica. A série Cuide-se em Casa trouxe orientações sobre a organização da rotina de estudos, cuidados com alimentação, saúde mental e atividades físicas, entre outras. A partir do mês de abril de 2020, a instituição passou a disponibilizar atendimento psicológico gratuito para comunidade acadêmica. No mesmo mês, foi lançada a campanha Minuto de Arte e Cultura, que encorajava alunos e servidores a publicarem vídeos de apresentações culturais visando à aproximação da comunidade acadêmica neste período de distanciamento social.

Outras atividades beneficiaram as comunidades onde o IFFar atua. As unidades do IFFar usaram sua estrutura para a produção de equipamentos de higiene e segurança, como álcool gel, álcool glicerinado e máscaras faciais do tipo face shield. Esses itens, junto de outros materiais como luvas e máscaras cirúrgicas, foram doados ao sistema público de saúde. Também foram doados a prefeituras e instituições alimentos produzidos nas unidades e alimentos disponíveis nos estoques dos campi.

Pesquisa para entender o novo coronavírus

Projetos de pesquisa do IFFar também ajudam a buscar soluções para a pandemia. Um deles, aprovado em edital da Fapergs, busca desenvolver um método eficaz para detectar o coronavírus. Coordenado pela professora Franciele Wolfart, do Campus São Borja, a pesquisa propõe a construção de um biossensor eletroquímico para detectar a Covid-19. Outros dois projetos foram aprovados em edital do Conif de enfrentamento à pandemia (leia sobre eles aqui e aqui).

Em 2021, atividades remotas continuam

Com todas essas atividades, o IFFar conseguiu encerrar o ano letivo de 2020 no dia 26 de fevereiro de 2021. O primeiro semestre de 2021 começa no dia 5 de abril, ainda com atividades remotas.

Saiba mais

1 ano de atividades remotas: mensagem da reitora

Secom

registrado em:
Assunto(s):
Fim do conteúdo da página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
Alameda Santiago do Chile, 195 - Nossa Sra. das Dores - CEP 97050-685 - Santa Maria - Rio Grande do Sul. Telefone: (55) 3218-9800