Ir direto para menu de acessibilidade.

Tradução Portal

ptendeites

Opções de acessibilidade

Página inicial > Últimas Notícias > Educação Profissional e Tecnológica é tema de mesa redonda em Santa Maria
Início do conteúdo da página
Notícias IF Farroupilha

Educação Profissional e Tecnológica é tema de mesa redonda em Santa Maria

Publicado em Segunda, 11 de Junho de 2018, 15h52 | por Assessoria de Comunicação | Voltar à página anterior

Educação Profissional, Reforma do Ensino Médio e Formação de Professores foi tema de mesa redonda no V Seminário Internacional de Educação Profissional e Tecnológica do IFFar, na última sexta-feira (8), no Clube Dores, em Santa Maria. O evento ocorreu do dia 5 a 8 de junho junto de eventos de educação popular.

 

Banner noticia Mobrec 2018

Imagem: evento sobre educação reuniu professores de instituições públicas de 5 a 8 de junho, em Santa Maria

A III Mesa Interativa do evento teve como participantes a reitora do IF Farroupilha, professora Carla Jardim, e a professora e ex-reitora do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), professora Claudia Schiedeck. A mediação foi feita pelo pró-reitor de Ensino do IFFar, professor Édison Brito da Silva.

A professora Carla Jardim falou sobre a criação e o funcionamento dos Institutos Federais (IFs) e os desafios e perspectivas do atual contexto da educação pública brasileira. De acordo com a reitora do IFFar, o surgimento dos IFs, através da Lei nº 11.892 de 2008, representa uma ruptura histórica em relação à educação profissional no Brasil. Em sua origem, a educação profissional foi criada para "ensinar a fazer" e foi dirigida às camadas mais pobres da população, em oposição à educação superior, que "ensinava a pensar" e era dirigida à elite brasileira.

"Os IFs foram criados para romper com a dualidade de que o trabalho e a ciência não podem andar juntos", disse a professora Carla Jardim. Os Institutos Federais oferecem cursos técnicos de nível médio e superiores, gratuitos e de qualidade com foco na formação integral do indivíduo através da indissociabilidade do ensino, da pesquisa e da extensão.

DSC 1255 redim

Foto: a reitora do IFFar, professora Carla Jardim, disse que o cenário atual de investimento em serviços públicos brasileiros representa um desafio

A reitora do IFFar citou algumas das diretrizes que norteiam a criação e o desenvolvimento dos IFs, como a Interiorização, que significa a abertura de unidades em regiões distantes dos grandes centros; a Verticalização, que significa oferecer cursos da formação inicial até a pós-graduação em áreas afins; a Inclusão, que faz com que em média 80% dos estudantes do IFFar sejam de famílias com renda per capita de até um salário mínimo e a Expansão, que fez com que em 15 anos o Brasil tivesse o número de escolas técnicas quadruplicado.

Permanência e êxito é o principal desafio dos IFs

A reitora do IFFar, professora Carla Jardim, também falou sobre o contexto atual dos Institutos Federais. Ela disse que a a permanência e o êxito é o principal desafio das instituições. Para ela, com a redução dos investimentos públicos na educação, os recursos para a assistência estudantil ficam prejudicados. A reitora explicou que as Políticas de Assistência Estudantil são as principais ações que podem assegurar a permanência e o êxito dos estudantes dos IFs.

DSC 1270 redim

Foto: a professora do IFRS, professora Cláudia Schiedeck falou sobre a formação de professores nos IFs

Outro desafio citado pela professora Carla Jardim é a garantia da gratuidade de todos os cursos oferecidos pelas instituições públicas de educação. A redução dos orçamentos pode fortalecer a ideia de que a educação pública pode ser cobrada de forma a reforçar a captação de recursos para as instituições. De acordo com a reitora do IFFar, em nosso cenário nacional de desigualdade social a cobrança não é possível de ser realizada e, portanto, a gratuidade da educação pública deve ser garantida.

A professora e ex-reitora do IFRS, Cláudia Schiedeck, falou sobre a Educação Profissional, a Reforma do Ensino Médio e a Formação de Professores nos Institutos Federais. Ela explicou que 20% das vagas dos IFs devem ser reservadas para a formação de professores. Como diferenciais das licenciaturas ofertadas pelos IFs, a professora Cláudia citou a expansão e interiorização da oferta, a ideia da educação como um direito social, o atendimento das demandas locais, ou seja, das necessidades de professores de cada região, e o comprometimento com as escolas públicas.

V Seminário Internacional de Educação Profissional do IFFar - o evento é realizado junto do XVIII Congresso Internacional de Educação Popular, o XXVII Seminário Internacional de Educação Popular, o V Seminário Internacional Sindical do 2º Núcleo do CPERS/Sindicato (Santa Maria). Durante os eventos, entre os dias 5 e 8 de junho, ocorrem palestras, apresentações artístico-culturais, exposições e debates. A programação completa pode ser vista neste link. Os eventos também foram destaque na página do jornal Diário de Santa Maria.

Saiba mais

Seminário de Educação Profissional do IFFar recebe palestrante colombiano

Seminário de Educação Profissional do IFFar ocorre em Santa Maria até sexta-feira

Secom

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha
Rua Esmeralda, 430 - Faixa Nova - Camobi - CEP 97110-767 - Santa Maria - Rio Grande do Sul. Telefone: (55) 3218-9800