Ir direto para menu de acessibilidade.

Tradução Portal

ptendeites

Opções de acessibilidade

Página inicial > #coronavirus
Início do conteúdo da página

IFFar

Diante da necessidade de sistematizar e apresentar orientações para o planejamento e o desenvolvimento das atividades acadêmicas não presenciais no contexto da pandemia do novo Coronavírus, o IFFar estabeleceu diretrizes pedagógicas para o ensino remoto na instituição neste período. O documento é um subsídio para o desenvolvimento das atividades não presenciais e integra as ações do programa de formação pedagógica "IFFar Formação: conectando saberes e práticas".

Leia mais...

  • 06/08/20
  • 11h03

O Plano de Contingência para a Prevenção, Monitoramento e Controle do Novo Coronavírus - Covid 19 do IFFar manifesta os esforços institucionais com a saúde e a segurança da comunidade acadêmica para o retorno às atividades presenciais. O documento traz recomendações relativas à readaptação dos espaços, à reorganização do planejamento pedagógico e à programação de ações coletivas e individuais de cuidados com a saúde. 

Noticia_Plano_de_contigencia.jpg

O documento exibe as necessidades de adaptação de diversos espaços educativos e laborais e de investimento nas ações coletivas e individuais de educação em saúde, atitudes comportamentais que devem ser seguidas por toda a comunidade acadêmica para a prevenção do contágio pelo novo coronavírus. Além disso, o Plano contribui para a reorganização do planejamento pedagógico das ações de ensino, pesquisa e extensão com relação à saúde e à segurança da comunidade acadêmica.

Segundo o documento, "as recomendações refletem as mais recentes evidências científicas relacionadas à mitigação da transmissão do novo coronavírus no ambiente escolar e estão de acordo com o preconizado pelas autoridades internacionais e nacionais de saúde, bem como em conformidade com as estratégias de enfrentamento da pandemia no estado do Rio Grande do Sul". Diante do avanço das pesquisas, é recomendado que o Plano seja readaptado à medida que novas evidências surjam no decorrer de sua execução. Além disso, a aplicabilidade das recomendações deve ser analisada ao compasso das mudanças do cenário de transmissão de Covid-19 e adaptada às especificidades do contexto local de cada unidade.

A demanda pelo Plano de Contingência foi manifestada durante a 7ª Reunião do Comitê Institucional de Emergência (CIE) do IFFar, instituído em resposta à crise causada pelo novo coronavírus. Dessa forma, foi criado um Grupo de Trabalho de caráter técnico e participativo (Portaria Nº 0424, de 17 de abril de 2020), composto por servidores da área da saúde de diversas unidades do IFFar, com os objetivos de analisar os recursos existentes, planejar os insumos quantitativos necessários e sua aquisição e constituir um plano para o enfrentamento da pandemia para todas as unidades institucionais.

Acesse o Plano de Contingência para a Prevenção, Monitoramento e Controle do Novo Coronavírus – Covid-19 do IFFar em anexo. A versão diagramada do documento será divulgada em breve. 

Secom

Publicado em Notícias Santa Rosa

Leia mais...

  • 02/07/20
  • 17h20

Confira o cronograma de atividades da semana de 29 de Junho a 03 de Julho para os cursos Técnicos e Superiores. O destaque da semana são as lives culinárias ministradas pelos alunos.

É importante ressaltar que a programação pode sofrer alterações ou ter troca dos links de transmissão, sendo recomendada a verificação no dia da atividade.

Cursos Técnicos Integrados

Terça, 30/06, 19h - Live Culinária dos alunos: Macarrão Cremoso de Forno e Mousse de Morango com os Chefs: Henrique Paranhos e Luana Strehlow, da Turma EDI T10.
Onde: http://meet.google.com/fei-oggy-ymz

Terça, 30/06, 19h30 - Palestra Marketing e Vendas. Com Prof. Claudio Hofler, voltado para o Curso Técnico em Vendas - PROEJA. Onde: https://www.youtube.com/watch?v=xZO9ufvAXIE

Quinta, 02/07, 14h - Capacitação Meet para Bancas de Estágio (3º Ano - Orientandos e Orientadores) Professores Juliano Coimbra e Neidi Kunkel.

Quinta, 02/07, 19h30 - Diversidade na Pandemia - Violência em tempos de anormalidade. Com a Dra. Joice Graciele Nielson.

Onde: https://youtu.be/Oh-8khy3zF4

Sexta, 03/07, 15h - Live Culinária dos Alunos: Cookies! Com os Mestres Confeiteiros: Eduardo Azambuja e Maria Augusta Schardong. Turma EDI T10. 

Onde: http://meet.google.com/foa-pckc-cht 

Curso Técnico em Eletromecânica

Terça, 30/06, e quinta, 02/07,  19h - 22h30 - Mini Curso: Software de simulação de Circuitos elétricos. Com o Prof. Fernando Beltrame (Turma T7).

Terça, 30/06, e quinta, 02/07, 19h - 22h30 - Mini curso: Software de simulação de Comandos Elétricos. Com o Prof. Alcedir Luiz Finkler (Turma T6).

 

Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo

Quarta, 01/07 - 19h – Automação Residencial com Ana Lise Belaus e Darlan Júnior Cembranel, da Loom Design e Iluminação - Youtube IFFar Campus Santa Rosa

Quinta, 02/07 - 17h – O Arquiteto e o Papel Social com Uilian Marconato - Meet - https://meet.google.com/zrq-xfqt-mno

Licenciaturas em Matemática e Física - Junho Acadêmico

Segunda, 29/06, 19h30 - Os Caminhos da Docência: o ensinar e aprender em Matemática. Com Cristiane da Silva Stamberg.

Onde: https://youtu.be/KLE6unadjg

Terça, 30/06, 19h30 - Educação e Tecnologias na Contemporaneidade. Com os Professores Fabio Rossi e Adão Canon Cambraia. Mediadora: Professora Franciele Meinerz Forigo
Onde: https://youtu.be/9ivarpqqxT4 

 Junho acad 29 06.jpg

Licenciaturas em Ciências Biológicas - I Encontão Virtual
Segunda, 29/06, 19h - Experiências de ensino em sala de aula com alunos surdos. Palestrante: Fernanda Pereira Guimarães

Onde: https://stream.meet.google.com/stream/812d72a5-6031-4cd4-959f-edb5a9baf1a1

Lista de presença:
https://forms.gle/BKPibuRnyk9oQhih8  

Encontrao bio 29 06 red.jpg

 

 

 

Publicado em Notícias Santa Rosa

Leia mais...

  • 29/06/20
  • 11h02

Após muitas discussões e análise das diversas realidades que integram os campi do Instituto Federal Farroupilha, a instituição deliberou por não substituir as aulas presenciais por a distância, com isso, o calendário acadêmico está suspenso.

Conforme a portaria Nº 0483/2020, que estabelece as diretrizes para as atividades de ensino, pesquisa, extensão, gestão e desenvolvimento do IFFar no período da suspensão das aulas presenciais, comunicamos o plano de ações a serem desenvolvidas pelo Campus Santa Rosa neste período (em anexo). Dessa maneira, as atividades remotas propostas têm como objetivos: tirar dúvidas, revisar e recuperar conteúdos; oferecer atividades lúdicas, culturais e formativas; garantir a continuidade da comunicação e conexão dos estudantes com o IFFar, de forma a prevenir a evasão escolar.

Publicado em Notícias Santa Rosa

Leia mais...

  • 03/06/20
  • 19h18

Mesmo com as atividades letivas suspensas, alunos e professor do IFFar –  Campus Santa Rosa deram um jeito de manter o contato através de uma série de bate-papos on-line.
As conversas giram em torno de entretenimento, cultura, saúde e nutrição e outros temas ligados aos cursos. As transmissões acontecem diariamente pelo canal do IFFar – Campus Santa Rosa no YouTube ou pela plataforma Google Meet.

Agenda Semana II.jpg

Confira a agenda para esta semana:

Programação da Arquitetura e Urbanismo:

02|06 – 16h - Arquitetura e produção cenográfica com Milla Segabinazzi - Via Google Meet: https://meet.google.com/kbi-neis-irg?hs=122&authuser=0

03|06 –14h - Cinemando - debatendo arquitetura e cultura - Via Youtube

Segue link dos filmes que serão discutidos: O Fabuloso Destino de Amelie Poulain  e Hombre del al lado (O homem ao lado) 

04|06 – 10h - Estratégias Nutricionais para promover um aumento da imunidade com nutricionista Luciana Schneider – Via Google Meet:https://meet.google.com/dqc-mnht-udy

05|06 – 14h - Planejamento urbano e regional na Quarta Colônia: relato de experiência com Décio Bevilacqua; Geisa Zanini Rorato; Izabele Colusso. Google Meet - https://meet.google.com/vgn-ihzm-khh?hs=122&authuser=0

Semana-2-int.jpg

Programação dos cursos Técnicos Integrados:

Dia 01/06, Segunda, 14h - Preparação para o Estágio #2, com os professores Marcelo Lamb e Graciele Welter. Via Google Meet 

Dia 03/06, Quarta, 15h - Papo com os egressos Rafael Zoia, Ana Paula Palhano e Luis Henrique Justen. Via YouTube

Dia 04/06, Quinta, 19h - Culinária: Receita de Yakissoba e Macarrão Primavera, com as professoras Michele Brodt e Daniela Copetti. Via Google Meet

 

Publicado em Notícias Santa Rosa

Leia mais...

  • 01/06/20
  • 01h06

Nesse período de isolamento social, marcado por mudanças e adaptações nas tarefas do dia a dia, a ansiedade pode se manifestar e influenciar negativamente os hábitos alimentares. A nutricionista do Campus São Vicente do Sul, Carlise Prevedello, traz dicas para manter uma rotina de alimentação saudável, destacando os alimentos que funcionam como aliados no combate à ansiedade.

em_casa__Alimentação_734x406-equal.png

1) Há alguma relação entre a forma como nos alimentamos e o modo como nos sentimos nesse período? Existem alimentos que podem tornar esse período ainda mais difícil, aumentando ansiedade, estresse e desânimo, por exemplo?

Nossa alimentação é intimamente relacionada com o nosso bem-estar emocional e pode influenciar de maneira positiva ou negativa em nossa saúde. Todos conhecem a célebre frase, que inclusive já foi título de reality show: “Você é o que você come!” Sem levar a frase ao pé da letra, a forma como nos alimentamos influencia diretamente no nosso bem-estar. Existem alimentos que estimulam a produção de cortisol, hormônio liberado em resposta ao estresse e à ansiedade, como é o caso dos alimentos com alto índice glicêmico. Esses alimentos incluem produtos ricos em açúcar e amidos refinados (doces de maneira geral e alimentos produzidos com farinhas brancas). Alimentos ricos em cafeína e bebidas energéticas, além do hábito de pular refeições, também podem aumentar os níveis de cortisol. Assim, devemos preferir alimentos integrais e evitar doces (principalmente próximo ao horário de dormir), o excesso de cafeína (mais que 90ml/dia) e bebidas estimulantes. A organização de nossas refeições em horários regulares também auxilia nesse processo.

2) Em tempos de isolamento social, a ansiedade pode interferir negativamente na manutenção de hábitos saudáveis de alimentação? De que forma?

Com certeza, a ansiedade nos leva a um misto de sentimentos, incluindo sentimentos de vazio e impotência, o que, para muitas pessoas, pode ser preenchido momentaneamente através da comida, geralmente na forma de alimentos açucarados e gordurosos. Nos casos mais graves, após a experiência de preenchimento deste vazio, desenvolve-se a culpa pela ingestão de alimentos inadequados, agravando a ansiedade. A solução passa a ser novamente o preenchimento através da comida, tornando-se um círculo vicioso.

3) Por que buscamos, muitas vezes, aliviar a ansiedade com a comida? Como devemos agir nesses momentos?

Este fato é bastante comum, porém varia de pessoa para pessoa. Geralmente, na correria do dia a dia, o momento da refeição é também o momento de descanso, de prazer, talvez o único momento de prazer daquela pessoa na rotina diária. Então, as pessoas acabam se deixando levar pelo momento e ingerindo alimentos inadequados e porções maiores do que necessitam. Neste período de isolamento social, o ideal seria planejarmos nossa rotina de alimentação, iniciando pela ida ao mercado. Comprar principalmente alimentos saudáveis (frutas de maneira geral, vegetais, alimentos integrais, carnes magras, ovos) que vão contribuir para nossa saúde e deixar para comprar os petiscos e doces em porções menores, para momentos específicos, evitando que os alimentos com excesso de calorias, calorias “vazias” ou sem nutrientes sejam rotina na nossa alimentação. Neste momento, temos uma oportunidade única para nos dedicarmos a nossa alimentação e cuidarmos da nossa saúde. Também é uma ótima oportunidade para mantermos ou iniciarmos uma atividade física, mesmo em casa.

4) A comida realmente causa uma sensação de alívio para a ansiedade ou ela apenas agrava nossa sensação de mal-estar?

Isso depende muito da pessoa e de como ela desenvolve a relação com a alimentação. Porém, geralmente, as pessoas que ingerem muitas calorias em uma só refeição para aliviar qualquer outro tipo de problema acabam desenvolvendo outros problemas relacionados à má alimentação. Ao ingerir maior quantidade de alimentos do que deveria, desenvolve a culpa e um círculo vicioso com a comida que deve ser encarado como um problema a mais, que possui tratamento. Médico, nutricionista e psicoterapia devem andar juntos com o paciente para se ter êxito no tratamento nesses casos.

5) Quais alimentos são mais indicados quando estamos ansiosos? Há alimentos que podem nos auxiliar no controle da ansiedade?

Neste período em que estamos vivendo, o importante para a boa alimentação é o planejamento. Além da lista de compras, precisamos organizar os horários e o número de refeições. Uma alimentação adequada se dá por, no mínimo, 6 refeições diárias (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia) com, no mínimo, 2 horas de intervalo e, no máximo, 3 horas. Prefira porções pequenas, sempre com algum tipo de vegetal na refeição. Os lanches pequenos (da manhã e ceia) devem conter frutas ou castanhas, e as refeições principais (almoço e jantar) devem ser baseadas nos vegetais. Assim, priorizamos a ingestão de nutrientes e ganhamos saciedade ao invés de calorias.

 Alimentos que auxiliam no controle da ansiedade

Alimentos ricos em Fenilalanina
A fenilalanina é um aminoácido que tem como uma de suas funções ser precursora da dopamina. Esse neurotransmissor, por sua vez, está envolvido no mecanismo de recompensa cerebral fazendo a pessoa se sentir bem e diminuindo aquela grande vontade de ingerir alimentos gordurosos e ricos em açúcar. Alguns alimentos ricos neste aminoácido são: frango, ovos, arroz integral, brócolis, abóbora, couve, manteiga e agrião.

Alimentos ricos em Triptofano
O triptofano é um aminoácido e precursor da serotonina, que proporciona prazer e bem-estar. O neurotransmissor ajuda a pessoa a se sentir bem, espantando o estresse. Alimentos ricos em triptofano são: arroz integral, soja, oleaginosas, carne, ovos, leite e derivados magros.

Alimentos ricos em Vitamina B5
A vitamina B5 é importante para regular o cortisol, outro cofator para a produção de serotonina. Quanto mais serotonina, maior a sensação de bem-estar e menor a produção do cortisol. Alguns alimentos ricos neste nutriente são: damasco, amêndoa, leite, salmão, gérmen de trigo e farinha de aveia. 

6) Como a manutenção de hábitos alimentares saudáveis pode contribuir para nossa saúde mental e para nossa qualidade de vida em tempos de isolamento social?

Manter uma alimentação saudável é manter uma saúde adequada e qualidade de vida. Uma dieta saudável dará ao organismo nutrientes fundamentais para o cérebro, como diversos minerais, vitaminas, aminoácidos e ácidos graxos essenciais. Esses nutrientes são importantes porque têm efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios e neuroprotetores, que ajudam a combater as consequências negativas do estresse, comum neste período. Uma alimentação adequada com as combinações certas de vitaminas, minerais e gorduras saudáveis impactam diretamente no funcionamento cerebral, na cognição, níveis de energia e no estado emocional.

Dicas complementares da nutricionista para manter uma rotina saudável de alimentação em tempos de isolamento social:

  • Coma frutas e vegetais para ingerir maiores quantidades de fibras e nutrientes e aumentar a sensação de saciedade.
  • Evite grandes quantidades de doces e petiscos que não ofereçam nutrientes. Ao consumi-los, procure comprar porções menores e servir-se de porções pequenas, saboreando e mastigando com calma os alimentos.
  • Ao ingerir biscoitos ou salgadinhos, coloque uma porção desses alimentos em um recipiente, evitando que o pacote inteiro fique a seu alcance.
  • Organize suas refeições durante o dia com, pelo menos, duas refeições principais e três lanches pequenos, evitando ficar muito tempo sem se alimentar.
  • Inclua na sua rotina diária frutas cítricas, feijão, carnes e vegetais verdes escuros a fim de manter a imunidade em dia.
  • Inclua ou mantenha uma atividade física para conseguir lidar positivamente com o estresse. O exercício físico proporciona sensações de prazer e de autocontrole, melhorando nossa saúde e fortalecendo nosso sistema imunológico. Também auxilia na perda de peso e na diminuição da gordura corporal. 

Publicado em Notícias Santa Rosa

Leia mais...

  • 23/04/20
  • 18h25

Nesta quarta-feira (15), o Conselho Superior (Consup) aprovou a manutenção das atividades de ensino não presenciais para cursos técnicos e superiores até o dia 14/05. O calendário acadêmico será suspenso a partir do dia 15/05. 

Durante a reunião, foram analisados os resultados das pesquisas realizadas com servidores e estudantes sobre a continuidade das atividades acadêmicas remotas, bem como a deliberação sobre a manutenção ou suspensão do calendário acadêmico.

Comunicado_suspensao_15maio_1.jpg

Conforme deliberado junto ao Comitê Institucional de Emergência (CIE), em reunião realizada na terça-feira (14/04), os cenários possíveis para a instituição eram:

I - realização de atividades de ensino não presenciais até o dia 16 de abril e suspensão do calendário acadêmico a partir de 17 de abril;

II - realização de atividades de ensino não presenciais até 30 de abril, caso seja publicada nova portaria do MEC autorizando tais atividades para os cursos superiores e, depois disso, suspensão do calendário acadêmico;

III - realização de atividades de ensino não presenciais até o dia 14 de maio (prazo limite da carga horária autorizada pela legislação para a realização de atividades não presenciais, o que corresponde a 20% da carga anual para cursos técnicos de nível médio e 40% da carga horária semestral para cursos de nível superior), caso ocorra autorização por parte do MEC; após esse período, suspensão do calendário acadêmico.

O discente Mateus Moureira apresentou pesquisa junto aos estudantes do IFFar, realizada do dia 8 ao dia 13 de abril, a qual teve 4990 respostas, abrangendo 44,57% do total de estudantes do IFFar. A proposta que obteve o maior percentual foi a proposta III, com 48,7% dos votos.    

O Pró-Reitor de Ensino, Edison Brito, apresentou pesquisa junto aos servidores docentes e técnico-administrativos do IFFar, realizada de 9 a 13 de abril. A maioria das respostas apontou pela opção da proposta III, com 53,5% dos respondentes.   

A Reitora do IFFar, Carla Jardim, destacou que os resultados das duas pesquisas são elementos muito representativos dos dois universos.

A Portaria nº 376/2020 ampara os cursos técnicos, permitindo que estes continuem em atividades de ensino não presenciais por 60 dias, a contar de 6 de abril. No entanto, não há portaria para os cursos superiores. Assim, a instituição permanece no aguardo de uma possível prorrogação da Portaria 343/2020 do MEC ou da publicação de outro ato legal. Na reunião, destacou-se a necessidade de não se dissociar os calendários acadêmicos dos cursos de diferentes níveis da instituição, já que são atendidos pela mesma equipe pedagógica.

Durante a reunião, os três cenários foram colocados em votação. O cenário III foi aprovado pela maioria dos membros do Conselho, com 30 votos no total. Dessa forma, decidiu-se aprovar a manutenção das atividades de ensino não presenciais até o dia 14 de maio de 2020 para os cursos integrados, subsequentes e superiores e, após esse prazo, suspender, a contar de 15 de maio de 2020, o calendário acadêmico.

A decisão dos membros do Consup está publicada na Resolução nº 001/2020.

 

Publicado em Notícias Santa Rosa

Leia mais...

  • 17/04/20
  • 10h53

A suspensão das atividades presenciais, em função da disseminação do novo Coronavírus e da consequente necessidade de isolamento social, impactou a rotina de estudantes e servidores, exigindo a reorganização e a adaptação de atividades do dia a dia. A técnica em assuntos educacionais do IFFar, Tatiana Rosa da Silva, apresenta dicas e materiais para otimizar o tempo e colaborar na organização da rotina de estudos em tempos de pandemia. Confira no final da notícia os links dos materiais de apoio.

em_casa_3_Prancheta_1_791x438-equal.png

Além de atuar no Setor de Assessoria Pedagógica do Campus São Vicente do Sul, Tatiana é aluna do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica, ofertado em rede pelo IFFar. Em sua pesquisa de mestrado, Tatiana investiga os desafios dos processos de aprendizagem dos alunos do Curso Técnico Integrado em Agropecuária, buscando traçar estratégias de enfrentamento das dificuldades apresentadas pelos estudantes a fim de colaborar com novas perspectivas de pensar e agir em nível institucional. A dissertação conta com a orientação da professora Drª. Marcele Ravasio.

A pesquisadora também investiga na dissertação a influência dos estudos na vida dos estudantes como um todo. “A organização da vida escolar reflete em outras etapas da vida. A aptidão de se organizar e estudar são inerentes a cada pessoa e também é um processo que pode ser aprendido, pois é um procedimento ativo e contínuo”, destaca.

Fatores que dificultam e facilitam a aprendizagem

A pesquisa ainda está em fase de finalização, prevista para o fim desse semestre, mas já traz resultados importantes para a compreensão dos processos de aprendizagem no grupo investigado. Por meio da aplicação de questionários com 200 estudantes, foram elencados como fatores que dificultam a aprendizagem: desatenção e falta de concentração, desinteresse, prostração em aprender, procrastinação, entre outros. Já foco e interesse, dedicação e esforço e qualificação dos professores foram alguns dos fatores elencados como facilitadores desse processo.

Quanto à organização e planejamento de estudos, a pesquisa aponta que os estudantes apresentam formas variadas de encarar a questão: alguns não apresentam rotinas de estudo, não se planejam para estudar ou estudam apenas para as provas, enquanto que outros estabelecem prioridades, elaboram resumos e esquemas, montam cronogramas e organizam calendários.

"Saber se planejar é fundamental para a construção do conhecimento"

Como produto final do mestrado, Tatiana irá elaborar uma Apostila de Orientação aos Estudos, que ainda está em desenvolvimento. Além disso, um Folheto de Orientações de Estudos em Casa também foi organizado para ser disponibilizado aos estudantes. “O Folheto traz orientações e dicas de estudo, porque se espera que o estudante no ensino médio desenvolva a capacidade de estudar sozinho. Saber se planejar é fundamental para a construção do conhecimento”, explica. Os materiais produzidos têm o intuito de fornecer subsídios para melhorar o ensino e a aprendizagem, auxiliando os estudantes a encontrar diversas maneiras de planejar e organizar sua rotina de estudos.

Dicas para organizar sua rotina de estudos em casa

Selecionamos algumas dicas para que você - estudante - consiga administrar seu tempo e planejar seu cronograma de estudos com mais facilidade:

  • Procure um local tranquilo, arejado e bem iluminado para estudar.
  • Mantenha o espaço de estudos limpo e arrumado. Seu cérebro aprende melhor quando o ambiente está organizado.
  • Deixe seus materiais de estudo acessíveis para que você encontre o que precisa facilmente.
  • Determine horários de estudo, distribuindo disciplinas e conteúdos e estabelecendo prioridades.
  • Defina metas de estudo para não deixar os trabalhos e as matérias acumularem.
  • Faça resumos e mapas conceituais para facilitar o estudo.
  • Siga uma alimentação saudável e durma bem. São fatores que auxiliam na aprendizagem.
  • Faça intervalos regulares durante o horário de estudo. Momentos de descanso são importantes.
  • Anote suas dúvidas e dificuldades e entre em contato com seus professores.

Materiais de apoio

Tatiana disponibilizou os materiais elaborados a partir da pesquisa: um calendário de atividades mensal e o Folheto de Orientações de Estudos em Casa. Além disso, o Comitê de Saúde Mental e Qualidade de Vida do IFFar elaborou um texto sobre essa temática para contribuir com a reorganização das atividades diárias em tempos de pandemia

Publicado em Notícias Santa Rosa

Leia mais...

  • 16/04/20
  • 15h50

O Comitê Institucional de Emergência do IFFar discutiu cenários para o semestre letivo, analisou pesquisas realizadas com alunos e servidores e propôs a manutenção das atividades acadêmicas remotas até 14 de maio, caso ocorra autorização por parte do MEC para a continuidade das atividades não presenciais nos cursos superiores. A proposição será analisada pelos membros do Conselho Superior nesta quarta (15/04).

segundareuniaocie.jpg

Nesta terça-feira (14/04), às 14 horas, o Comitê Institucional de Emergência (CIE) do IFFar realizou a quinta reunião desde sua criação, em março.

Durante a reunião, foram discutidos os três cenários possíveis para o semestre letivo na instituição:

1) realização de atividades de ensino não presenciais até o dia 16 de abril e suspensão do calendário acadêmico a partir desta data;

2) realização de atividades de ensino não presenciais até 30 de abril, caso seja publicada nova portaria do MEC autorizando tais atividades para os cursos superiores e, depois disso, suspensão do calendário acadêmico;

3) realização de atividades de ensino não presenciais até o dia 14 de maio (prazo limite da carga horária autorizada pela legislação para a realização de atividades não presenciais, o que corresponde a 20% da carga anual para cursos técnicos de nível médio e 40% da carga horária semestral para cursos de nível superior), caso ocorra autorização por parte do MEC; após esse período, suspensão do calendário acadêmico.

Pesquisas com a comunidade acadêmica

O representante dos discentes, Mateus Moureira, apresentou a pesquisa realizada junto aos estudantes, realizada de 8 a 13 de abril, a qual abrangeu mais de 44% do corpo discente da instituição. Conforme os resultados da pesquisa, o cenário 3 ficou em primeiro lugar, com 48,7% dos votos. Em segundo lugar, o cenário 1, com 34,2%. Em último, o cenário 2, com 17,1%.

O Pró-Reitor de Ensino, Édison Brito, apresentou a pesquisa realizada com os servidores do IFFar, realizada de 9 a 13 de abril. A maioria dos servidores optou pela opção do cenário 3, com 53,5% dos votos. Em segundo lugar, o cenário 2, com 23%. Em terceiro lugar, o cenário 1, com 16,5%.

A Reitora, Carla Comerlato Jardim, lembrou do limitador legal para a tomada de decisão. A Portaria nº 376/2020 ampara os cursos técnicos, permitindo que estes continuem em atividades de ensino não presenciais por 60 dias, a contar de 6 de abril. Porém, não há portaria para os cursos superiores. Dessa forma, a instituição aguarda a possível prorrogação da Portaria 343/2020 do MEC ou a publicação de outro ato legal. 

Durante a reunião, também foi pontuada a importância de não se dissociar os calendários dos cursos de diferentes níveis, tendo em vista que a equipe de servidores que atende aos alunos na instituição é a mesma.

Encaminhamentos

Levando em consideração a pesquisa realizada com alunos e servidores, ao final da reunião, o encaminhamento dado pelos membros do CIE foi que sejam mantidas as atividades acadêmicas remotas até o dia 14 de maio (prazo limite da carga horária autorizada pela legislação para a realização de atividades não presenciais, o que corresponde a 20% da carga anual para cursos técnicos de nível médio e 40% da carga horária semestral para cursos de nível superior), caso ocorra autorização por parte do MEC para continuidade das atividades não presenciais nos cursos superiores (os cursos técnicos já estão amparados pela Portaria nº 376/2020, que permite essa continuidade, por 60 dias, a contar de 06 de abril).

Não havendo instrumento legal que amplie a prorrogação das atividades acadêmicas remotas para os cursos superiores após 16 de abril, o IFFar irá suspender os dois Calendários Acadêmicos (Cursos Técnicos Integrados, Cursos de Graduação e Cursos Técnicos Subsequentes), a contar de 17 de abril.

Tal proposição foi acatada por conselheiros e conselheiras na 2ª Reunião Extraordinária do Conselho Superior (CONSUP), realizada na manhã do dia 15 de abril. 

A íntegra da reunião pode ser acessada no Canal da WebTV no YouTube

Acompanhe todas as notícias e outras informações sobre as medidas tomadas pelo IFFar durante a pandemia de Covid-19. 

Fonte: Secom

 

 

 

Publicado em Notícias Santa Rosa

Leia mais...

  • 16/04/20
  • 15h43

A prorrogação das atividades remotas até 16 de abril foi aprovada nesta semana pelo Consup. Contudo, a extensão desse prazo não é descartada. Diante disso, o CIE estuda possíveis cenários para o semestre letivo no IFFar. Pesquisas com estudantes e servidores serão consideradas para futuros encaminhamentos.

segundareuniaocie.jpg

Na quarta-feira (8), o Comitê Institucional de Emergência do IFFar (CIE) realizou a quarta reunião desde sua criação, em março.

Dentre os assuntos da pauta, estavam: relatos dos campi sobre os casos de Covid-19 nas cidades em que o IFFar está presente; protocolos de limpeza das unidades; e a manutenção das atividades remotas. A reunião foi transmitida ao vivo e a gravação pode ser conferida no canal da WebTV no YouTube.

Nesta semana, após posicionamento do CIE, o Conselho Superior (Consup) deliberou pela prorrogação das atividades remotas até o dia 16 de abril, considerando o prazo autorizado pelas portarias do Ministério da Educação nº 343/2020 e 345/2020. 

Para as próximas decisões referentes ao semestre letivo no IFFar, vários pontos são levados em consideração:

- A portaria nº 343/2020 dispõe da substituição das aulas presenciais do ensino superior (graduação e pós) por aulas em meios digitais por até 30 dias, a contar de sua publicação em 17 de março.

- No dia 6 de abril o MEC publicou a portaria nº 376/2020, que autoriza a realização de atividades não presenciais por até 60 dias nos cursos técnicos de nível médio durante a pandemia de Covid-19.

- No dia 31 de março, o governo do estado do Rio Grande do Sul anunciou a decisão de suspender as aulas presenciais da rede estadual, em universidades e em instituições de ensino públicas e privadas até 30 de abril

- Na última reunião do CIE, pesquisa realizada entre os alunos expôs dificuldades que muitos têm em acompanhar as aulas remotamente.

Apesar das divergências entre as portarias do MEC que tratam dos ensinos superior e médio, a reitora do IFFar, Carla Comerlato Jardim, a princípio descarta a possibilidade de definir datas distintas para as atividades dos diferentes níveis de ensino ofertados pelo Instituto. “Não podemos dissociar os calendários dos cursos de nível médio dos cursos superiores, pois trabalhamos com a mesma equipe de docentes e técnico-administrativos atendendo a ambos”, declarou.

Diante disso, apresentou três cenários possíveis: 1) realização de atividades não presenciais de ensino até o dia 16 de abril e suspensão das atividades a partir desta data; 2) realização de atividades não presenciais de ensino até 30 de abril, caso uma nova portaria do MEC seja publicada autorizando tais atividades para os cursos superiores; ou 3) continuidade das atividades remotas de ensino até o dia 14 de maio (prazo limite da carga horária autorizada por lei para a realização de atividades não presenciais, o que corresponde a 20% da carga anual para cursos técnicos e 40% para cursos superiores), caso ocorra autorização por parte do MEC; e, após esse período, suspensão do calendário acadêmico.

Dessa forma, foi deliberado que a situação será reavaliada na próxima semana.

Nova pesquisa consulta opinião de estudantes

Uma pesquisa organizada pelos membros do CIE que representam os discentes, Mateus Moureira e Patricia Martins, busca saber qual a opinião dos estudantes em relação à suspensão das atividades, considerando os três cenários apresentados pela reitora. A ação atende às deliberações da reunião anterior do comitê. Moureira explicou que a consulta está sendo divulgada pelo Whatsapp e ficará aberta até segunda, 13. Os resultados serão apresentados no próximo encontro do CIE.

Servidores também são ouvidos

Diante da preocupação em consultar servidores técnico-administrativos e docentes acerca da realização de atividades remotas e da possível suspensão do calendário acadêmico, uma pesquisa com esses públicos também está sendo realizada. O formulário, enviado via e-mail institucional, recebe respostas até o dia 13. São responsáveis pela atividade a Pró-reitora de Ensino, a Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Técnico-Administrativos em Educação e a Comissão Permanente de Pessoal Docente.

Encaminhamentos

A próxima reunião do comitê será no dia 14 de abril. Nessa data, com base nos dados das pesquisas realizadas com servidores e estudantes, e levando em consideração documentos legais que venham a ser publicados até lá, haverá a definição de encaminhamento quanto aos cenários 1, 2 e 3 para discussão no Conselho Superior. A próxima reunião extraordinária do Consup deve ocorrer no dia 15.

Acompanhe todas as notícias e outras informações sobre as medidas tomadas pelo IFFar durante a pandemia de Covid-19.

Secom

Publicado em Notícias Santa Rosa

Leia mais...

  • 13/04/20
  • 09h24
Fim do conteúdo da página